segunda-feira, 11 de julho de 2016

A Casa da cultura


A minha infância foi vivida numa época de grandes mudanças causadas pela revolução do 25 de Abril. Os meus pais como tantos outros da sua geração, viviam aquele espírito com muita intensidade e conseguiram transmitir-me o entusiasmo do momento.
                                                   
Participei, com umas quantas dezenas de outras crianças, em actividades lúdicas ao ar livre, organizadas pela então Casa da Cultura, no Parque D. Carlos I. Desenhos e pinturas num papel de cenário desenrolado pelo chão do parque, trabalhar o barro ou plasticina em grandes mesas, (que alegria), ouvir concertos acústicos aos pés do Zé Barata Moura e do Zeca Afonso, saber de cor a Joana Come a Papa, o Olha a Bola Manel e o Grândola Vila Morena, eram coisas que faziam parte da vida social de qualquer criança da época, eu não fui excepção. .



Sílvia Q. Sanches